Feeds:
Artigos
Comentários

Caminhada Nocturna na Serra de Sintra

29 Maio – 21:00

DSC00445

Quando o Sol se esconde lá ao fundo no mar e dá lugar à Lua de brilhar, nasce então um novo mundo, misterioso, velado. É então hora de despirmos parte de nós e bebermos da beleza da nossa amada Serra, numa viagem interior que nos conduz de volta às raízes.
Encontro às 21h00 na sede do Projecto Terra. Começa às 21:30!

A caminhada é feita por Donativo, a reverter para o Projecto Terra. Faça já a sua inscrição, pois……….

 

AS INSCRIÇÕES SÃO LIMITADAS

 

Contactos:

932623131/ 969768170 – Francisco Nunes

969595112 –  Susana Maurício

www.projectoterra.com

 


Vamos dar um abraço, em vez de uma resposta.
Vamos dar um abraço, em vez de uma critica.
Vamos dar um abraço, em vez de nada fazermos.
Marquemos a diferença, partilhando o nosso Amor com o outro, através de um ABRAÇO!


Quantas vezes na vida desistimos de fazer isto ou aquilo porque falhámos?!
Não desistas de nada do que faças, mesmo que falhes, uma e outra vez……é acreditando, e continuando a insistir uma, e outra, e outra vez, até que um dia conseguimos fazer aquilo que tanto quisemos!
Mas, se desistirmos………é como que se ficasse um vazio dentro de nós.
Não percas a coragem, a força, a fé…….pode levar uma vida, se necessario for……mas Nunca desistas de fazer aquilo que acreditas, que te dá força para viver!

Tu não me conheces, mas todos os dias quando acordo, agradeço pelo facto de estar vivo, e de hoje conseguir andar mais, estar mais presente e amar mais do que fiz ontem……e continuar sempre a acreditar, que consigo a voltar a andar normalmente, a correr, e fazer tudo o que fazia há um ano atrás.

O segredo, se é que existe?!?!?

NUNCA DESISTI, ACREDITO EM MIM…..QUE CONSIGO!

Abraço de Amor!

Reiki

ostara-2009-cartaz

INFORMAÇÕES SOBRE O PEDIPAPER

O Pedipaper terá início na sede do Projecto Terra, com encontro marcado para as 14h. As inscrições são por equipa de três pessoas, dos 0 aos 100. Quem se inscrever individualmente, sem equipa, poderá formar equipa no dia com quem se encontre na mesma situação. o valor da participação por equipa é de €10,00, pagos na data do evento, antes da realização do mesmo.
O percurso terá uma duração de aproximadamente 2h30, terminando novamente no local de partida, onde se farão as revisões das provas entregues a cada equipa, a fim de apurar as três equipas vencedoras, 1º – 2º – 3º lugares. Para além destes, todos os participantes terão um prémio de participação.
Aconselhamos o uso de roupa confortável e calçado adequado para caminhar, e tragam convosco muita alegria e boa disposição.
Cada um é responsável por si, não existe seguro.
para inscrição e mais informações contacte projectoterra.geral@gmail.com (nomes da equipa, idades, localidade e contactos) ou 969595112.

P.S.: Inscrições e Reservas (Jantar) até dia 18 de Março.

Abraço de Amor!

Morte, Será que existe?

Por Francisco Nunes

Abraço de Amor!

Meu nome é SARA!

Pensei muito em escrever este poema, mas decidi fazê-lo.

O Poema que vão ler, foi-me enviado por mail, para reenviar……achei melhor partilhá-lo aqui!

 

Eu sou a “Sara” e tenho 3 anos…..

Os meus olhos estão inchados,

Não consigo ver.

 

Eu devo ser estúpida,

Eu devo ser má,

O que mais poderia pôr o meu pai em tal estado?

 

Eu gostaria de ser melhor,

Gostaria de ser menos feia.

Então, talvez a minha mãe me viesse sempre dar miminhos.

 

Eu não posso falar,

Eu não posso fazer asneiras,

Senão fico trancada todo o dia.

 

Quando eu acordo estou sozinha,

A casa está escura,

Os meus pais não estão em casa.

 

Quando a minha mãe chega,

Eu tento ser amável,

Senão eu talvez levaria

Uma chicotada à noite.

 

Não faças barulho!

Acabo de ouvir um carro,

O meu pai chega do bar do Carlos.

 

Ouço-o dizer palavrões.

Ele chama-me.

Eu aperto-me contra o muro.

 

Tento-me esconder dos seus olhos demoníacos.

Tenho tanto medo agora,

Começo a chorar.

 

Ele encontra-me a chorar,

Ele atira-me com palavras más,

Ele diz que a culpa é minha, que ele sofra no trabalho.

 

Ele esbofeteia-me e bate-me,

E berra comigo ainda mais,

Eu liberto-me finalmente e corro até à porta.

 

Ele já a trancou.

Eu enrolo-me toda em bola,

Ele agarra em mim e lança-me contra o muro.

 

Eu caio no chão com os meus ossos quase partidos,

E o meu dia continua com horríveis

palavras…

 

‘Eu lamento muito!’, eu grito

Mas já é tarde de mais

O seu rosto tornou-se num ódio inimaginável.

 

O mal e as feridas mais e mais,

‘Meu Deus por favor, tenha piedade!

Faz com que isto acabe por favor!’

E finalmente ele pára, e vai para a porta,

 

Enquanto eu fico deitada,

Imóvel no chão.

 

O meu nome é ‘Sara’

Tenho 3 anos,

Esta noite o meu pai *matou-me*.

Autor: “Sara”

Abraço de Amor!